Inclusão Veículo Novo

DETRAN - Departamento Estadual de Trânsito


Requisitos do Serviço

  • Serviço permitido somente ao proprietário do veículo, procurador ou representante legalmente constituído (curador, etc.);
  • Caso o veículo tenha sido dado em garantia em virtude de financiamento bancário, consórcio, etc., a taxa de registro de contrato é de responsabilidade da instituição financeira (Lei 19.194/2015) e a mesma deverá estar paga antes da solicitação do serviço, onde, os registros dos contratos são realizados pelo próprio Agente Financeiro de forma eletrônica, diretamente no sistema do DETRAN-GO, não sendo necessário a apresentação do contrato do financiamento para compor o processo;
  • Em todo serviço de Inclusão de Veículo Novo, é cobrado o seguro DPVAT relativo ao ano fiscal, proporcional a data de emissão da nota;
  • Veículos com notas fiscais faturadas no Estado de Goiás, são contemplados com isenção de IPVA referente ao ano de emissão da Nota;
  • Veículos com notas fiscais faturadas fora do Estado de Goiás, não são contemplados com isenção de IPVA no primeiro ano, pagando o valor do IPVA proporcional ao ano fiscal relativo à data de emissão da Nota. Nessa situação, há a necessidade do cadastro da Nota Fiscal pela Secretaria da Economia (antiga SEFAZ) primeiro (nas Unidades Vapt Vupt haverá um servidor para realizar o procedimento, ou caso não tenha na Unidade, o cliente deverá procurar pessoalmente um posto de atendimento da Secretaria da Economia (antiga SEFAZ) na Cidade).
  • O cliente cidadão poderá fazer escolha de placa, dentro das opções disponíveis para o Estado de Goiás, será cobrada uma taxa adicional sobre o serviço de Inclusão de Veículo. (ver informações sobre taxas);
  • Caso o veículo precise passar por adaptações ou alterações nas características originais de fábrica (veículos para PcD, outros), deverá ser realizado primeiramente o processo de alteração de característica veicular (ver serviço “Alteração de Características”) para, somente após a conclusão do referido processo seja realizada a Inclusão do veículo novo (primeiro emplacamento), cobrando-se as devidas taxas.
  • Documentação exigida:
  1. Documentos de Identificação (cópia e original ou cópia autenticada): carteira de identidade ou documento equivalente dentro do prazo de validade, exceção para CNH vencida, (ex:, carteira profissional, carteira de trabalho, passaporte);
  2. CPF (cópia e original ou cópia autenticada - apenas caso o nº não esteja presente no RG).
  3. CNPJ, contrato social ou equivalente e documentos pessoais (RG e CPF) dos sócios administradores, quando se tratar de pessoa jurídica (cópia e original ou cópia autenticada)
  4. Comprovante de endereço (cópia e original ou cópia autenticada): ver item “DOCUMENTOS HÁBEIS PARA COMPROVAÇÃO DE RESIDÊNCIA”;
  5. Nota fiscal do veículo com o decalque do chassi (será dispensado o decalque do chassi quando o houver a necessidade do veículo realizar vistoria);
  6. Vistoria do veículo na SANPERES (apenas para qualquer veículo cuja nota fiscal estiver emitida a mais de 30 dias conforme Portaria nº 590/2018-GP/DO, alterada pela 294/2019, ou quando houver a necessidade de se fazer alguma adaptação no veículo – alteração de características);
  7. Cópia autenticada da Procuração e dos documentos pessoais (RG e CPF) do Representante Legal se for o caso (Ver item “REALIZAÇÃO DE SERVIÇOS ATRAVÉS DE PROCURAÇÃO”);
  8. Apenas se for incluir em categoria diferente da Particular → Documento do Órgão Regulador autorizando o DETRAN incluir a categoria desejada (SMT ou órgão similar municipal; ANTT; AGR, etc.).